Bolsonaro desfaz “amarras da esquerda” que levaram à crise, diz Onyx

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, aproveitou o discurso da cerimônia que marca os 300 dias de governo Jair Bolsonaro para fazer ataques a gestões anteriores e à imprensa. Diante de auditório lotado, que minutos antes gritava “Mito”, endereçado ao presidente, Onyx afirmou que o Brasil foi por anos governado por pessoas que tinham compromisso apenas com projeto de poder.

“Estamos conseguindo a grande virada no Brasil”, disse. Ele comemorou o projeto do novo pacto federativo, apresentado hoje no Congresso. “Hoje o governo passa a rediscutir a refundação do Estado brasileiro”, observou. A estimativa apresentada pelo governo é de que sejam transferidos nos próximos anos R$ 450 bilhões a Estados e municípios.

Em seu discurso, Onyx afirmou ainda que o governo Bolsonaro estaria desfazendo amarras de esquerda que deixaram o Brasil na crise, quase num beco sem saída. Além das críticas, o ministro da Casa Civil reservou alguns minutos para elogiar o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, além da ministra Tereza Cristina, da Agricultura.

Militares

Durante a cerimônia, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva defendeu o projeto de lei que marca a reestruturação da carreira militar. Para ele, o projeto, que tramita no Congresso, valoriza a meritocracia, a experiência e a retenção de talentos, além de ser “justo e necessário”.

O ministro foi o primeiro a falar durante o evento, realizado no Palácio do Planalto. Azevedo e Silva citou ainda a atuação das Forças Armadas para combater os focos de incêndio na Amazônia e citou os indicadores mais baixos de queimada, registrados nos últimos dois meses.

Azevedo e Silva afirmou ainda que o governo respondeu “prontamente” diante do vazamento de óleo, que há dois meses atinge o litoral do Nordeste do País. “Estamos vencendo mais este desafio”, avaliou.

Source: Exame Gestão Positiva

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.